Make your own free website on Tripod.com

 


 

  Deus nos salve nobre flor
Criada no paganismo
Num palácio de valor
E depois cheia de amor
Mudaste para o cristianismo
  Nessa vivenda adornada
Um luxo encantador
Eras muito vigiada
Ai foste baptizada
Sem teu pai ser sabedor
  No teu baptismo juraste
Cheia de felicidade
Os ídolos abandonaste
Só a Deus consagraste
O voto de castidade
  Teu pai ao ver-te mudada
Ao ver assim a tua sorte
Com a lei blasfemada
Puchou pela sua espada
A fim de dar-te a morte
  Com coração desumano
Levou-te por suas mãos
Ao perfeito marciano
Encarregado tirano
De castigar os cristãos
  Com coração desumano
Levou-te por suas mãos
Ao perfeito marciano
Encarregado tirano
De castigar os cristãos
  Primeiro foste insultada
Em falar disto não erro
Sobre vidros foste rolada
A tua carne rasgada
Até com unhas de ferro
  Sempre com doces respostas
A tua fé não se atrasa
Com teu corpo quase em postas
Queimaram-te ainda as costas
Com ferros quentes em brasa
  Eles não se contentam
Só com esses ferros quentes
As costas te queimaram
Ainda os seios te arrancaram
Com tinas bem ardentes
  Teu pai via o teu penar
Mesmo pela sua concórdia
Para contigo acabar
Teve a honra de te dar
O golpe de misericórdia
  Então foste retirada
Teu pai mesmo te levantou
Assim tão martirizada
Vilão ingrato, com a machada
A cabeça te cortou
  Ó virtuosa querida
Pelo sofrimento atroz
Que tiveste nesta vida
Pede à Virgem conhecida
Que não se esqueça de nós

 

  Saida de Santo António
Salva a Santo António
Entrada em Santo António
Salva Santa Cruz
Salva a São Jorge
Salva a São José
Salva a São Lazaro
Salva a São M iguel
Salvé Rainha do Rosário
Salvé a Nossa Senhora
Bendito Pecador
Salva a Santa Barbara
Salva a Sant' Ana
Salva a São Sebastião
Salva do Espírito Santo
Salva ao Senhor dos Passos
Virgem Dolorosa
De Vós Me Aparto Mãe
Salva ao Salvador do Mundo
Salvé Santo António de Lisboa
Santo António Rogai por Nós
Santo António Viveste o Evangelho
Oração Antes de Comer
Oração Depois de Comer